Tesouro Nacional é alvo de tentativa de sequestro de Dados

Os órgãos públicos transacionam uma quantidade altíssima de dados sensíveis diariamente e por isso, estão na mira dos cyber criminosos. Quando estas instituições transacionam não só dados pessoais, mas também dados financeiros de seus clientes finais, tornam-se ainda mais cobiçados pelas mentes por trás dos ataques.


Com o Tesouro Nacional não foi diferente, na última sexta feira o órgão pertencente ao Ministério da Economia, foi vítima de uma tentativa de invasão que, de acordo com uma análise realizada posteriormente, não causou danos ao sistema, já que foi imediatamente detectada e barrada.


O objetivo dos criminosos, segundo o Ministério responsável era através de um ransomware sequestrar as informações e cobrar um alto valor de resgate por elas, e não é a primeira vez que isso acontece, em novembro do no passado, o Supremo Tribunal de Justiça foi alvo do ataque cibernético considerado o mais grave até hoje, no qual as informações foram roubadas e bloqueadas pelos criminosos.


O governo brasileiro sancionou uma lei no início deste ano que prevê aumento de pena para quem comete crimes cibernéticos, podendo cumprir de 1 a 4 anos de prisão.


Com isso, podemos observar que quanto antes uma ameaça for identificada, e antes ela for contida, menores ou até mesmo nenhum será o dano causado à instituição, isso reforça ainda mais a importância de uma estratégia de antecipação aos riscos, como sua empresa tem lidado com isso?


Uma infinidade de ferramentas está disponível no mercado para essa finalidade, entre elas, a utilização da Inteligência Artificial que trabalha com Machine Learning para “aprender” padrões característicos das ameaças e assim contê-las, independente de sua origem ou tipo.


Consulte nossos Especialistas e conheça as soluções que a Cintech Cyber Segurança tem a oferecer com essa finalidade. Lembre-se, investir na Proteção de seus Dados e mitigar o risco de ameaças custa menos do que remediar os danos causados pelos cyber criminosos.





5 visualizações0 comentário